Sistema unificado de cálculos trabalhistas preocupa peritos

O Sistema Unificado de Cálculos Trabalhistas da Justiça do Trabalho (PJe-Calc) começa a preocupar peritos e entidades da sociedade civil como SESCAP-PR, OABPR, CRA-PR, APEPAR, CORECON, CRCPR entre outros. A falta de comunicação sobre o novo sistema é o principal problema apontado pelos profissionais.

Em uma reunião no dia 3 de agosto, no SESCAP-PR ficou definido com o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 9ª Região que haverá maior participação dos peritos nos ajustes da plataforma PJe-Calc, antes que seu uso se torne obrigatório. “A introdução abrupta desse sistema, embora em caráter experimental, sem uma discussão maior com os peritos nos preocupou”, disse Evandro Pierini, diretor-Secretário Geral do SESCAP-PR, que convocou a reunião para ampliar o debate com a justiça do trabalho.

Comunicação, Treinamento e Ajuste

Segundo Evandro, será criada uma comissão para definir três linhas de ações com o envolvimento dos profissionais de perícias e representantes do TRT: Comunicação, Treinamento e Ajustes. Essa comissão vai discutir formas de comunicação eficazes sobre a plataforma, inclusive, por meio de treinamento e sugerir os ajustes para tornar a plataforma mais funcional. “Isso deve ser feito em breve, antes que o sistema se torne obrigatório”, disse Evandro, ao destacar que a partir de agora os peritos terão que obedecer a padronização do processo de cálculos, cujo objetivo é torna-lo mais eficiente com o sistema PJe-Calc”.

O que é o PJe-Calc

A ferramenta Pje-Calc Cidadão foi desenvolvida pelo TRT da 8ª Região e possibilita a elaboração de cálculos referentes aos processos, incluindo suas atualizações. Todo processo é feito no computador do usuário, sem a necessidade de conexão com a Internet e destina-se a advogados, peritos e ao público externo, contendo as mesmas funcionalidades da versão utilizada nos Tribunais do Trabalho.

Fonte: Sescap-PR